ENTRE CAMPOS


Alexandre da Costa:
Mestre Violinista


Por Hélder Ramos

Em 2003, a comunidade portuguesa no Canadá ficou a conhecer um grande número de jovens luso-canadianos que se têm distinguido no mundo da arte canadiana. Muitos receberam a sua `estreia' nos órgãos de comunicação social da nossa comunidade neste mesmo espaço.

No mundo da música clássica, por exemplo, estiveram em destaque Gary Remígio, John Estacio e Emanuel Serra. Esta semana, adicionamos mais um nome a esta lista.

Alexandre da Costa nasceu em Montreal em 1979. Em criança, o jovem Alexandre mostrou-se extremamente interessado no violino e no piano e, pouco depois, começou a demonstrar um talento musical prodigioso. Ganhou diversos prémios, conquistando o 1º lugar em competições musicais e iniciou uma careira que incluiu concertos e recitais no Canadá e nos EUA.

Recentemente, ganhou o Sylva Gelber Foundation Award, um prémio oferecido anualmente pelo Conselho das Artes do Canadá ao jovem artista (com menos de 30 anos), na categoria de música clássica, reconhecido como possuidor de mais talento.

Em 1998, aos 18 anos de idade, Alexandre da Costa completou um mestrado em violino, Premier Prix Concours, no Conservatório de Música do Quebeque e, ao mesmo tempo, um Bacharelato em Piano (Interpretação) na Faculdade de Música da Universidade de Montreal, tendo continuado depois a estudar com o maestro Zakhar Bron, da Escuela Superior de Música Reina Sofia, em Madrid.

Durante todo este tempo, estudou e tocou com diversos violinistas e outros artistas internacionalmente reconhecidos.

O seu repertório é extenso e inclui temas de compositores clássicos e contemporâneos; Bach, Barber, Bartók, Beethoven, Brahms, Chausson, Dvorak, Haydn, Janacek, Khatchaturian, Korngold, Lalo, Mendelssohn, Mozart, Ravel, Saint-Saëns, Sibelius, Vieuxtemps e Vivaldi, entre muitos outros.

As orquestras sinfónicas com os quais já actuou, e os projectos musicais nos quais esteve envolvido durante os últimos 10 anos, é igualmente extensa, e inclui a Orquestra Sinfónica de Montreal, Orquestra Metropolitana de Montreal, Orquestra Filarmónica Estatal de Arad (Roménia), Orquestras Sinfónicas de Westfalen e Oberberg (Alemanha), Orquestra Filarmónica Zielona Gora (Polónia), Orquestra Filarmónica de Sarajevo (Bósnia), Orquestra Filarmónica de Brno (República Checa) e as Orquestras Sinfónicas de Malaga, Cordoba, e Pablo Sarasate, em Espanha.

Como solista, Alexandre da Costa actuou já em quase todos os continentes, com espectáculos no Canadá, EUA, México, França, Alemanha, Áustria, República Checa, Espanha, Polónia, Roménia, Japão, Taiwan e em Portugal. E, como é de esperar de um artista deste nível, os recitais e as actuações na rádio, na televisão e em festivais internacionais são numerosas, e os elogios, também.

Particularmente agora: Alexandre da Costa acaba de lançar o seu primeiro CD, intitulado Tchaikovsky: Violin Concerto, gravado com a Orquestra Filarmónica Estatal de Arad da Roménia.

Se o leitor quiser mais informações sobre Alexandre da Costa, visite: ww.alexandredacosta.com.